“Desafios da Pecuária do Amanhã” é tema da XII Jornada Nespro que será realizada em setembro

15 de agosto de 2017

Por Flávia Lôbo

Entre os dias 26 e 28 de setembro, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre, RS, será o palco da XII Jornada Nespro e o III Simpósio Internacional sobre sistemas de produção em bovinos de corte.

O evento irá reunir produtores, pesquisadores e técnicos do Brasil, Argentina e Uruguai e abordará temas como gestão, mercado, manejo, insumos, consumo e relação com a indústria frigorífica. As inscrições podem ser feitas pelo site: http://www.ufrgs.br/nespro/.

A XII Jornada terá contribuição científica de mais de quinze palestrantes nacionais e internacionais e conta com o apoio do CFMV. Os participantes vão conhecer os últimos resultados de pesquisas realizadas por diversos doutores e profissionais do Brasil e do exterior.

O evento irá analisar os impactos produtivos, econômicos e comerciais da introdução de novas tecnologias dentro dos sistemas de produção de bovinos de corte a partir de perspectivas globais.

 “Desde o ano passado previmos mudanças internacionais no setor. Aceitamos o desafio de compreender o cenário e apresentar soluções com o tema ‘Desafios da Pecuária do Amanhã’. No evento, apresentaremos os drivers que pautarão a Nova Pecuária, como Recursos Humanos, Bem-Estar Animal, Comportamento do Consumidor de Carne Bovina, Inovação Tecnológica e Integração da Cadeia Produtiva. O consumidor está disposto a pagar mais pelo produto com a diferença de sistema de produção. Esperamos uma grande discussão sobre o assunto”, relata o organizador do evento, coordenador do Nespro e presidente da Comissão Nacional de Assuntos Políticos do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), Júlio Barcellos.

Um dos palestrantes mais aguardados é Stella Huertas, doutora em Medicina e Tecnologia Veterinária da Faculdade de Veterinária da Universidade da República do Uruguai (UdelaR). Ela discorrerá sobre Certificações para o BEA: desafios e oportunidades.

“Vou abordar a questão da importância do bem-estar animal como ciência baseada na investigação científica, a relevância da questão nos últimos anos e a importância para os consumidores”, adianta Huertas. A médica veterinária acredita que há uma necessidade crescente em oferecer segurança, qualidade, inocuidade e bem-estar dos animais nos alimentos consumidos. ”Esta é uma exigência muito forte nos mercados, sobretudo europeus. O veterinário é peça chave na melhoria do bem-estar animal. Ele é responsável em realizar a transferência de conhecimentos e levar segurança aos consumidores”, opina.

Sobre o Nespro

Júlio Otávio Jardim Barcellos conta que a necessidade de gerar melhorias na bovinocultura de corte, atender as demandas e unificar as atitudes na atividade motivaram a formação do Núcleo de Estudos em Sistemas de Produção de Bovinos de Corte e Cadeia Produtiva (Nespro), em 2006, um grupo de pesquisa filiado a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

“Os recursos humanos que constituem o Núcleo sempre são alicerçados por professores, pesquisadores, estudantes de pós-graduação e de graduação. Já passaram pelo Nespro advogados, analistas de sistemas, jornalistas, publicitários, administradores, sociólogos e, claro, profissionais das ciências agrárias, caracterizando o grupo como multi e interdisciplinar”, relata Barcellos.

O coordenador do Nespro também explica que a gestão interna não segue um organograma hierárquico e todos os integrantes atuam por objetivos institucionais pré-definidos de comum acordo. O Núcleo está cadastrado na Base de Grupos de Pesquisa do CNPq.

O objeto de pesquisa do Nespro é a cadeia produtiva da carne bovina, com envolvimento na condução de pesquisas, atividades de extensão e projetos antes da porteira - provedores de insumos -, dentro da porteira – produtores rurais - e depois da porteira – frigoríficos, redes varejistas e consumidores. Deste modo, estuda desde o prato do consumidor até os processos na fazenda, além de evidenciar as relações e as conexões entre os elos da cadeia. “Esse dinamismo só é possível por primar a diversidade de formações e a integração de diferentes visões sobre um mesmo tema, a pecuária de corte”, acrescenta Barcellos.

Desde 2006, o Nespro promove, anualmente, a “Jornada Nespro”. Trabalhos Científicos

O envio de resumos pode ser feito até 10 de agosto. Clique aqui e confira detalhes.

Os dois melhores trabalhos científicos serão apresentados durante a XII Jornada. Cada inscrição dará direito ao envio de dois resumos que, uma vez aceitos, serão publicados nos anais do evento.

Faça sua inscrição e saiba mais sobre o evento, clique aqui.

Assessoria de Comunicação do CFMV