Comenda vai premiar médicos-veterinários militares a partir de 2020

26 de setembro de 2019

Foi publicada hoje, no Diário Oficial da União, a instituição pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) da Comenda Muniz de Aragão, aos médicos-veterinários que tenham prestado relevantes serviços à Medicina Veterinária Militar Brasileira e ao fortalecimento da Veterinária Militar.

A homenagem será prestada anualmente, em 17 de junho, Dia da Medicina Veterinária Militar Brasileira, que se refere à data de nascimento do tenente-coronel que dá nome à comenda e prestou relevantes serviços à profissão, no início do século XX. Serão elegíveis profissionais das Forças Armadas (Marinha, Exército ou Aeronáutica) ou das Polícias Militares dos estados e do Distrito Federal.

A ideia da comenda foi do presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti, durante sua participação no I Seminário Acadêmico Muniz de Aragão de Medicina Veterinária Militar, realizado na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende (RJ), em junho último. Na ocasião, o presidente assistiu a palestras e debates diversos que destacaram a relevância da atuação dos médicos-veterinários para e dentro das Forças Armadas, em especial, o Exército.

“Muniz de Aragão abriu caminhos para todos nós, que hoje somos mais de 130 mil profissionais atuantes e registrados no Sistema CFMV/CRMVs. Seja na atuação civil ou militar, o objetivo do médico-veterinário é um só: servir à sociedade”, afirma o presidente.

A criação da comenda foi apoiada unanimemente pelos participantes da 328ª Reunião Plenária Ordinária do CFMV, realizada em Brasília, nos dias 16 e 17 de setembro. As indicações ao prêmio deverão ocorrer até o dia 28 de fevereiro do ano de outorga da comenda e podem ser efetuadas pelas diretorias dos conselhos regionais ou do federal, seus membros titulares ou suplentes, de forma individual, ou pelas próprias instituições militares. É preciso encaminhar um memorial e/ou currículo do profissional, além de documentos que comprovem o merecimento. Os indicados serão avaliados por uma comissão composta por três conselheiros federais, cujo relatório conclusivo será avaliado pelo plenário do CFMV.

A nova homenagem do CFMV aos médicos-veterinários faz referência a João Muniz Barreto de Aragão (1874-1922), tenente-coronel médico do Exército Brasileiro que desenvolveu trabalho relevante no combate a zoonoses, em especial, ao mormo, além de ter criado e dirigido o Serviço de Defesa Sanitária Animal, embrião que viria a ser o Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura. Muniz de Aragão, patrono da Medicina Veterinária Militar, empenhou-se pela estruturação do ensino da Medicina Veterinária no Brasil e foi diretor da Escola de Veterinária do Exército.

Assessoria de Comunicação do CFMV

 

Leia mais:

Junho, mês da Medicina Veterinária Militar

17 de junho - Dia da Medicina Veterinária Militar