A falta de sistema oficial de coleta de dados sobre ataques de animais peçonhentos motiva pesquisa do Instituto Vital Brasil

18 de julho de 2019

Segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), divulgados este ano, nos últimos 15 anos aumentou em 327% os acidentes humanos causados por animais peçonhentos. O panorama veterinário de acidentes causados por estes animais é incerto devido a inexistência de um sistema oficial de coleta de dados. Existe, no entanto, uma alta percepção da ocorrência de casos por parte de profissionais e pessoas envolvidas com esses animais, em especial no ambiente doméstico e envolvendo artrópodes peçonhentos (como escorpiões e aracnídeos).

Um time de pesquisadores do Instituto Vital Brasil (IVB) desenvolve pesquisa para traçar “o perfil epidemiológico e das condutas terapêuticas dos agravos veterinários induzidos por animais peçonhentos”. O estudo é realizado pelos médicos-veterinários Luis Eduardo da Cunha e Laila Coutinho, pelo biólogo Claudio de Souza, e pela estudante de Medicina Veterinária Karina Serrão.

A partir deste cenário, o IVB tem como objetivo analisar o estado desses agravos afim de traçar um perfil epidemiológico mais exato e avaliar, com base na investigação qualitativa, o desempenho das atuais medidas terapêuticas, traçando o perfil e a percepção médicos-veterinários.

A pesquisa é voluntária e ficará disponível até dia 2 de novembro. Para participar basta acessar o formulário.

Assessoria de Comunicação do CFMV