Muniz de Aragão pode se tornar nova comenda do CFMV

18 de junho de 2019

Na abertura do I Seminário Muniz de Aragão de Medicina Veterinária Militar, o presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), Francisco Cavalcanti de Almeida, afirmou que vai levar à plenária do conselho a ideia de lançar a comenda Muniz de Aragão para os profissionais que se destacarem na atuação como médicos-veterinários da área militar. O evento ocorreu dias 18 e 19 , na sede da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende (RJ), com palestras e mesas-redondas sobre manejo e nutrição de equinos; zoonoses e doenças transmitidas por vetores; e terrorismo alimentar, entre outros temas.  

18 e 19-06-2019 - I Seminario Academico Muniz de Aragao - Novos Horizontes da Med. Veterinaria - Rezende-RJ -Dia da Med Vet Militar - Amam

                 Clique em cima da imagem e confira mais fotos do evento. Presidente do CFMV, com presidentes dos Conselhos Regionais e integrantes do Exército americano, que estão fazendo intercâmbio na Aman. Foto: CRMV-RJ

Cavalcanti lembrou os feitos de Muniz de Aragão, tenente-coronel do Exército que, no início do século 20, teve papel preponderante no desenvolvimento da Medicina Veterinária Militar e na saúde pública, graças a seu eficiente combate ao mormo, entre outros feitos. Ressaltou também a quantidade de cursos de graduação que formam uma quantidade de profissionais que o mercado é incapaz de absorver. “Queremos opinar nos processos de criação e autorização de novos cursos de graduação de Medicina Veterinária, conforme o Decreto nº 9.235 de 2017, que dá essa prerrogativa aos cursos de Direito, Medicina, Odontologia, Psicologia e Enfermagem”, destacou.

O presidente do CFMV falou logo após a apresentação do comandante da Aman, o general de Brigada Gustavo Henrique Dutra de Menezes. O oficial abordou o organograma do Exército e a função da academia na formação de oficiais combatentes que, em suas carreiras, atuarão em variadas frentes, inclusive no atendimento à população civil, como a distribuição de água no sertão do Nordeste e no apoio ao atendimento em catástrofes diversas. “Precisamos preparar os cadetes para, no futuro, desempenharem funções que nem sei quais são”, afirmou.

O dia começou com uma homenagem dos 1.800 cadetes e cerca de 500 oficiais que atuam na academia, em uma formatura pelo Dia da Medicina Veterinária Militar. Foi hasteada a bandeira do Brasil, lido um discurso sobre a trajetória do patrono da Medicina Veterinária Militar e destacada a presença do general Muniz de Aragão, neto do patrono da Medicina Veterinária Militar. Também foram prestadas homenagens a militares que se destacaram recentemente, representando a Aman. Pelo Sistema CFMV/CRMVs, além do presidente do CFMV, estão presentes no I Seminário Muniz de Aragão os presidentes de 13 conselhos regionais: Lisandra Dornelles (RS), Marcos Vinícius de Oliveira Neves  (SC), Rodrigo Távora Mira (PR),  André Luiz Teixeira de Carvalho (AC), Verton Silva Marques (MT), Francisco Edson Gomes (RR), Marcus Campos Braun (ES), Altair Santana de Oliveira (BA), Anisío Ferreira Lima Neto (PI), Domingos Fernandes Lugo Neto (PB),  Thiago Augusto Pereira de Moraes (AL), Wirton Peixoto Costa (RN) e Romulo Cezar Spinelli Ribeiro de Miranda (RJ).

Em Brasília

O Dia da Medicina Veterinária Militar também foi tema de solenidade em Brasília (DF), em 17 de junho, à qual compareceu o secretário-geral do CFMV, Helio Blume. O evento aconteceu no Batalhão de Polícia do Exército (BPEB), da capital federal.

Entre várias autoridades civis e militares, estavam presentes o comandante militar do Planalto e do comandante do BPEB. Eles prestaram homenagens ao tenente-coronel médico-veterinário João Muniz Barreto de Aragão.

 

Confira aqui a íntegra do discurso do presidente do CFMV no evento na sede da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende (RJ)

Assessoria de Comunicação do CFMV