Clínicos veterinários de pequenos animais reúnem-se em Brasília

16 de maio de 2019

Maior evento do país voltado à clínica veterinária de pequenos animais, o 40º Congresso Brasileiro da Anclivepa começou hoje e segue até sábado (18). Os cerca de três mil participantes se reúnem no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, em torno de duas feiras e apresentações de mais de 70 palestrantes. 

Na abertura, o presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária, Francisco Cavalcanti, fez o discurso principal, no qual destacou pontos como o recadastramento e carteira profissional 100% digital, previstos para setembro, além de se comprometer a seguir combatendo os cursos de graduação a distância e a proliferação de cursos no país, comprometendo a qualidade da formação dos profissionais.

“Os egressos estão preparados para o mercado? Isso preocupa. O que se percebe é a formação excessiva de profissionais com pouca preparação, o que gera situações de desvalorização e frustração profissional, principalmente entre os colegas recém-graduados”, pontuou, emocionando-se, em seguida, ao lembrar os mandados de segurança impetrados por associações de instituições de ensino superior contra a Resolução nº 1.256, que veda a inscrição de egressos de cursos de Medicina Veterinária realizados na modalidade de ensino a distância.

O presidente anunciou ainda que esteve com o secretário de ensino superior do Ministério da Educação (MEC), questionando que conselhos como Psicologia, Medicina e Direito tenham acesso à criação de novos cursos. A ideia é que a Medicina Veterinária também possa fazê-lo. “Reivindicamos oficialmente o direito de analisar a criação de qualquer curso, dando nossa opinião para que a universidade respeite a Lei 5.517. Percorremos até a Casa Civil, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal, pedindo apoio, respeito e carinho às profissões de médico-veterinário e de zootecnista”, afirmou.

O discurso completo do presidente do CFMV está disponível, aos usuários da rede social Instagram, na ferramenta IGTV e também na Palavra do Presidente, aqui no portal CFMV.

Cães homenageados

As estrelas da cerimônia de abertura foram os labradores Zeca e Thor, do Grupamento de Busca e Salvamento de Brasília, assim como os bombeiros militares que atuaram com os animais no resgate de vítimas do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho (MG).  Os animais receberam medalhas pela participação na missão e os participantes do evento chegaram a fazer fila para posarem ao lado dos cães heróis.

A abertura do evento teve ainda pronunciamentos da presidente da Anclivepa-DF, Andrea Carneiro; do presidente da Anclivepa Brasil, Marcello Roza; do presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal (CRMV-DF), Laurício Monteiro; do representante da Secretaria de Turismo do Distrito Federal, Alexandre Nakagawa; do deputado federal por Minas Gerais Fred Costa, presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais; e de Ana Karina Lacerda, presidente do 41º CBA, a ser realizado em Maceió (AL), em 2020.

Roza destacou, em entrevista, a parceria entre a Anclivepa e o CFMV: “O conselho tem estado ao nosso lado nas batalhas de nossa classe, contra EaD e tudo o que atrapalha a atividade do médico-veterinário. É fundamental que nos próximos eventos estejamos juntos e assim a coisa ficará cada vez melhor”.

Feiras

Produtos, serviços e inovações para os profissionais estavam presentes nos estandes das duas feiras que integram o evento, a Vila Brasília e a ExpoAnclivepa. Uma empresa de alimentação, por exemplo, promove um pequeno circuito para apresentar aos médicos-veterinários os perigos da obesidade para cães e gatos, de modo que possam orientar de forma mais adequadas os tutores.

O CFMV, junto com o CRMV-DF, está apresentando um protótipo do recadastramento profissional em seu estande, além do vídeo comemorativo de 50 anos do Sistema CFMV/CRMVs e impressos informativos para os profissionais.

Sobre o 40º Congresso Brasileiro da Anclivepa

O CBA é um dos principais eventos científicos de clínica veterinária de pequenos animais do país. Realizado anualmente, em 2019 apresenta cerca de 70 palestrantes de diversas especialidades, como o geriatra brasileiro Hélio Autran, radicado nos Estados Unidos; o dermatologista argentino Pablo Manzuc; e a americana Lauren Trepanier, especialista em Farmacologia Clínica, entre outros profissionais de destaque no Brasil e no mundo.

O evento se destaca pelas iniciativas de responsabilidade socioambiental, do pré ao pós-evento: localização central, para que os inscritos se desloquem o mínimo possível; separação de resíduos sólidos e destinação certificada; parceria com o projeto Mini Gentilezas, para recolher produtos oferecidos como amenities nos hotéis e não usados pelos participantes do congresso, destinando-os a pessoas em situação de rua; e confecção das bolsas com material reciclado.

Paralelamente à programação científica, ocorrem duas feiras. A principal é a ExpoAnclivepa, com cerca de 70 expositores de todo o país, entre fabricantes de medicamentos, rações e prestadores de serviços diversos; já a Vila Brasília foi pensada para os médicos-veterinários de Brasília, com produtos e serviços direcionados ao público local.

No sábado, a partir das 9h, haverá ainda um simpósio sobre a síndrome de burnout (estresse crônico provocado por sobrecarga ou excesso de trabalho). Mesas-redondas intituladas “Converse com as feras”, para tirar dúvidas com especialistas, e uma loja com lembranças do evento completam a programação, que será encerrada na noite de sábado com uma apresentação da companhia teatral Os Melhores do Mundo.