Médico-veterinário é o responsável técnico por torneio leiteiro

30 de abril de 2019

A Instrução Normativa do Ministério da Agricultura (Mapa) nº 6 estabelece as boas práticas para a realização de torneios leiteiros. A texto da nova norma, publicada esta semana, diz que o torneio deve estar sob a responsabilidade de um responsável técnico médico-veterinário devidamente registrado no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV).

Torneio leiteiro é considerado uma competição que divulga tanto o potencial produtivo dos animais quanto demonstrar para a população qual é a origem do leite que chega a sua mesa. Agora, o evento deve ser autorizado previamente pelo órgão oficial de defesa agropecuária.

São várias as atribuições do responsável técnico da competição relatadas na IN, dentre elas: orientar a organização do evento para fins de minimizar riscos sanitários e promover o bem-estar dos animais; verificar a adequação das instalações onde permanecerão os animais; monitorar o estado de saúde dos animais e, em caso de necessidade, realizar exames clínicos a qualquer tempo;  e verificar todas as prescrições e tratamentos veterinários administrados aos animais.

A norma também proíbe ministrar medicamentos e empregar substâncias ou qualquer agente químico ou físico capaz de alterar, efetiva ou potencialmente, o desempenho dos animais no torneio leiteiro. “A aplicação de ocitocina será tolerada desde que previamente comunicada ao responsável técnico e que seja fornecida e monitorada pela organização do evento”, diz o texto.

Confira na íntegra a Instrução normativa

Assessoria de Comunicação do CFMV