Evento internacional debate importância da Medicina Veterinária para o conceito de saúde única

12 de julho de 2018

Discutir as ameaças de doenças emergentes e reemergentes, bem como os desafios que o mundo enfrenta ao lidar com a resistência antimicrobiana. Esse foi o escopo do 5º Congresso Internacional de Saúde Única, realizado em Saskatoon, no Canadá, de 22 a 25 de junho, que contou com a participação do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), representado pelo médico veterinário e diretor do CFMV, Helio Blume.

               Diretor do CFMV, Helio Blume, no Congresso Internacional 

O encontro, voltado para debater a saúde única, serviu para compartilhar os principais resultados de pesquisa e políticas adotadas nas doenças zoonóticas em sua interface animal-humano-ecossistema.

Para o diretor do CMFV, a saúde única surgiu da união indissociável entre a saúde animal, humana e ambiental, numa visão holística e fundamental para garantir níveis excelentes de saúde. “Muitas doenças podem ser prevenidas e combatidas por meio da atuação integrada entre a Medicina Veterinária, a Medicina Humana e outros profissionais de saúde”, explica Blume.

Nesse contexto, Blume esclarece que a Medicina Veterinária foi criada com o dever de prevenir e curar doenças dos animais, mas sempre tendo como objetivo o homem e o serviço maior à humanidade. “A Medicina Veterinária, ao abraçar e ligar os três aspectos dessa cadeia, revela-se uma das profissões mais completas do mundo”, afirma o diretor.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a saúde única visa definir e implementar programas, políticas, legislação e pesquisas, de forma que os múltiplos setores se comuniquem e trabalhem em conjunto para alcançar melhores resultados para a saúde pública.

Sobre o Congresso

O evento foi organizado pela One Health Platform, em parceria com a OMS e a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), entre outros parceiros. Contou com a presença de ministros de saúde, pesquisadores e professores de vários países e fundações, como a Bill & Melinda Gates.

Outros temas também foram debatidos no Congresso, como segurança alimentar, infraestrutura e políticas públicas na saúde global, bem-estar humano e animal e sua relação com o meio ambiente, animais como sentinelas de saúde única e degradação ambiental. 

Assessoria de Comunicação Social