Segundo ciclo de Acreditação dos cursos de Medicina Veterinária começa no final de julho

04 de julho de 2018

Por Melissa Silva

As Instituições de Ensino Superior (IES) interessadas em participar do segundo ciclo de Acreditação do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) já podem se preparar. A previsão é que o edital seja lançado em 31 de julho, durante o Fórum das Comissões Nacional e Regionais de Educação da Medicina Veterinária, em Brasília.

Assim como no primeiro processo, realizado em 2017, a candidatura dos cursos é voluntária e não substitui o reconhecimento já realizado pelo Ministério da Educação (MEC). No entanto, o selo de Acreditação emitido pelo CFMV serve como referência para gestores educacionais, docentes, a sociedade em geral e, sobretudo, para estudantes que buscam cursos com qualidade comprovada.

De acordo com o presidente da Comissão Nacional de Educação da Medicina Veterinária do CFMV, Rafael Mondadori, o foco principal do processo Acreditação é aferir a qualidade dos cursos e tornar transparente a excelência do ensino superior para a sociedade e para as próprias instituições.

“O principal objetivo do projeto de Acreditação do CFMV é estimular o sistema de autoavaliação para que as instituições promovam essa reflexão interna e avaliem os potenciais de melhorias”, destacou Mondadori.

Primeiro ciclo

No primeiro processo de Acreditação do CFMV, promovido em 2017, 12 cursos se candidataram. Desses, cinco foram selecionados para avaliação, sendo que dois não atingiram a pontuação mínima para serem acreditados. Os outros três cursos de Medicina Veterinária receberam selo de Acreditação com Excelência: Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Botucatu; a Universidade Federal de Lavras (Ufla); e a Universidade de São Paulo (USP).

Como funciona

Após a avaliação in loco dos cursos, realizada pela Comissão Nacional de Educação da Medicina Veterinária do CFMV e relatório aprovado pela Plenária do Conselho, a IES que comprovar padrões de qualidade do ensino poderá receber um dos selos: “Acreditado”, com validade de 3 anos para os cursos que obtiverem conceito máximo em pelo menos 80% dos indicadores; e “Acreditado com Excelência”, com validade de 5 anos para os cursos que obtiverem conceito máximo em, pelo menos, 90% dos indicadores.

Para receber a certificação, o curso deve comprovar padrões adequados de ensino, atendendo critérios objetivos aceitos internacionalmente pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) e outros órgãos acreditadores norte-americanos e europeus.

O selo também é um estímulo para o aperfeiçoamento dos programas de ensino da Medicina Veterinária no Brasil, favorecendo a cultura periódica de avaliação como indutor da qualidade, com foco na melhoria contínua das Instituições.

O Sistema Nacional de Acreditação de Cursos de Graduação em Medicina Veterinária foi criado em junho de 2017, por meio da Resolução CFMV 1154/2017.

Assessoria de Comunicação do CFMV