Senador Wellington Fagundes e autoridades da Medicina Veterinária participam da Sessão Plenária do CFMV

11 de maio de 2018

Por Flávia Lôbo

Na última quarta-feira (09/05), o presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), Francisco Cavalcanti de Almeida, deu mais um importante passo para aproximação com o Congresso Nacional e integração com parlamentares e nomes de destaque da Medicina Veterinária.

O segundo dia da 32ª Sessão Plenária do CFMV foi aberto com a presença do senador Wellington Fagundes (PR/MT), do vice-presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Veterinária, Josélio Andrade Moura, e do ex-presidente do CFMV - René Dubois. Os três são médicos veterinários.

Na abertura, Cavalcanti destacou a atuação do senador no fortalecimento da classe e o trabalho que tem sido feito pelo Conselho Federal no Congresso Nacional e com associações do setor.

“ É um prazer ter o senador aqui conosco. Começamos há pouco tempo, mas já fizemos muito. Construímos quatorze comissões e duas câmaras técnicas. Estivemos reunidos com outros conselhos de classe e discutimos questões de interesse da área. Aproximamo-nos de parlamentares, integrantes de governo e autoridades do setor. Estamos estudando modificações de algumas resoluções do Sistema. Integração, inovação e transparência. Nossa casa estará sempre aberta a quem queira contribuir”, disse o presidente.

               Josélio Moura, René Dubois, Francisco Almeida, senador Wellington Fagundes, Luiz Tavares, vice presidente do CFMV ( Da esquerda para direita). Foto: Senado Federal

Na opinião do senador, a classe estava adormecida e, com esta nova gestão, surgiu o despertar da Medicina Veterinária. “Vamos enfrentar desafios e ampliar nossa atuação. A pecuária não pode ser segunda opção. Tentei várias vezes me aproximar do CFMV no passado, mas tive dificuldades. Agora, a casa está aberta. Coloco-me à disposição para construir esse despertar”, relatou o parlamentar.

Para Fagundes, cada dia que passa, há necessidade de os setores estarem mais organizados. “ Estão surgindo outras profissões, vamos estar atentos”, alerta o senador.

O vice-presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Veterinária parabenizou o presidente do CFMV por retomar o diálogo. “Este trabalho que o Francisco está desenvolvendo é extremamente importante. Somos entidades complementares. A função da Sociedade é exatamente a educação continuada e a representação política e institucional da Medicina Veterinária, e na vigilância das leis que afetam o setor. Estamos prontos para participar ativamente das decisões no Conselho”, expôs Moura.

Ao falar, René Dubois fez um breve histórico dos antigos presidentes da autarquia. “ Acompanhei a vida do CFMV. Vibrei com a vitória do Francisco. Encaro com muita alegria e otimismo esta gestão. Muito sucesso!", disse.

Assessoria de Comunicação do CFMV