Resolução do CFMV é destaque em quadro da Rádio CBN

09 de abril de 2018

Na semana em que a Resolução CFMV nº 877 de 2008 completou dez anos, a rádio CBN destacou a importância da norma que proíbe a mutilação de animais por motivos estéticos. A médica veterinária Carolina Rocha, que conduz o quadro CBN Pet, defendeu o cumprimento da resolução do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), que veta o corte desnecessário de orelhas, caudas e cordas vocais e a remoção cirúrgica das unhas de animais.

“A gente muitas vezes nem percebe o quão terrível isso é, pois é uma cirurgia mutilante. É retirar uma parte do corpo de um animal sem propósito”, ressaltou a médica veterinária. “Cabe aos tutores e ao público em geral falar sobre o assunto e evitar que isso aconteça”, alertou Rocha.

Carolina explicou como atualmente essas intervenções são realizadas para impedir a expressão de um comportamento natural do animal, ou por motivos estéticos, e ressaltou que a prática representa sérios prejuízos ao bem-estar animal. “É natural o gatinho arranhar, isso tem um propósito comportamental. É natural o cão latir. Temos de olhar como algo bonito, natural”, apontou.

Segundo abordou o programa CBN Pet, a proibição às intervenções cirúrgicas desnecessárias no Brasil segue uma tendência mundial, com a crescente conscientização da sociedade sobre o tema e a defesa do bem-estar animal.

“Inclusive, pessoas que se mudam para alguns países da Europa, como a Alemanha, têm dificuldade para levar seus cães que tenham, por exemplo, a cauda cortada. Porque isso é malvisto lá, é algo muito grave. Eles têm de justificar o que aconteceu”, explicou a médica veterinária.

 

Clique aqui e ouça o programa na íntegra

 

Saiba mais

Resolução do CFMV que proíbe cirurgias estéticas desnecessárias em animais completa uma década